Estratégias para lidar com o TDA/H

I. Aprendizado sobre TDA/H

Essa é de longe a estratégia mais importante de todas.
Leia sobre TDA/H, pesquise na Internet, converse com outras pessoas que tenham o mesmo problema, fale com profissionais (médicos, psicólogos, etc.) que conheçam o assunto (infelizmente, nem todos os profissionais conhecem bem esse assunto), tire dúvidas, faça perguntas. O ponto máximo é quando você conseguir ajudar a instruir outras pessoas que também apresentem TDA/H.
A instrução de cônjuges, familiares, e amigos é muito útil, para que essas pes-soas possam compreender melhor e serem mais capazes de ajudar.

II . Estratégias comportamentais compensadoras:

A Bíblia da pessoa com TDA/H é uma agenda. Carregue sempre essa agenda pra todos os lugares. Diga pra todo mundo que virou “evangélico” de carteirinha e por isso não pode largar a sua “Bíblia”.
Acostume-se a anotar “tudo” na agenda.
Lembre-se que nessa sua “nova religião” é pecado mortal anotar qualquer coisa em pedacinhos de papel ou no alto da folha do jornal.

1. Faça uma lista diária (de preferência na própria agenda) de tudo que você programou fazer nesse dia e consulte essa lista sempre que lembrar.

2. Tenha sempre sua agenda à mão para que quando surgir de repente uma idéia ou quiser se lembrar de algo, você possa tomar nota ou consultá-la.

3. Afixe compromissos importantes em locais estrategicamente localizados em sua casa, ou no escritório, como por exemplo, no espelho, na porta de casa, no painel do carro, etc.

4. Quando se lembrar de algo que tem a fazer durante o dia, faça-o imediatamente. Não deixe para depois o que puder fazer agora. Assim você economiza espaço na memória e não dará chance ao esquecimento.
Essa regra é da maior importância na vida das pessoas com TDA/H: jamais deixe qualquer coisa para fazer depois, por mais simples que seja. Se você manuseou um objeto e pensou em deixá-lo só por uns minutos num determinado lugar achando em colocá-lo daí a pouco no seu lugar definitivo, pode contar que a chance de ele permanecer no local provisório é imensa.

5. Se a administração do tempo é um problema para você, faça experiências. Por exemplo, adote como regra agendar menos tarefas do que você em princípio acha que dá para fazer, deixando portanto sempre tempo de sobra.

6. Caso você é daqueles que estão sempre atrasados, programe-se para chegar com 10 minutos de antecedência e não para chegar em cima da hora. E tenha à mão uma revista do seu interesse se tiver que esperar.

7. Divida tarefas ou projetos maiores em seqüências de menor duração. No caso de leitura, discipline-se a ler apenas poucas páginas de um livro de cada vez.

8. No caso de dificuldade de leitura, veja quais das seguintes estratégias se ajustam melhor para você:
– antes de iniciar a leitura, anotar numa folha o que você supõe que vai encontrar no texto.
– ler em voz alta
– ao final de cada parágrafo lido, dizer para si mesmo em poucas palavras do que se tratava
– usar um marca-texto, e ao final da cada página rever o que foi destacado com o marca-texto.
– ao final de cada parágrafo, escrever uma frase sobre o que dizia o texto
– gravar o que se vai lendo para ouvir depois, ao dirigir, ao fazer ginástica, ao caminhar, etc.

9. Observe-se e verifique qual a parte do dia em que sua capacidade de atenção funciona melhor, e programe então certas tarefas que exijam mais concentração para esse período do dia.
Alguns estudos mostraram que nas últimas horas da tarde a maioria das crianças com TDA/H tinham seu rendimento diminuído.

10. Faça uso de tudo que puder (caixas, arquivos, gavetas) que possa ajudá-lo a se organizar e acrescentar estrutura à sua vida.

11. Crie um sistema de premiação a você mesmo. Por exemplo, estabeleça metas e prêmios, como algo que você compre para si mesmo caso consiga atingir aquela determinada meta.

12. Faça exercícios físicos rotineiramente. Isso queima energia, e acalma o corpo.

13. Desenvolva um senso de humor. Aprenda a rir de si mesmo, antes mesmo que alguém ria. Humor é um santo remédio para o portador do TDA/H.

14. Elimine qualquer observação negativa a seu respeito, só porque cometeu uma falha ou um esquecimento. Observe as coisas que você tem de bom. As pessoas com TDA/H, como todas as pessoas, têm seus traços positivos.

15. Reduza ou elimine o uso de álcool ou qualquer outra droga.

16. Trabalhe, mas encontre a coisa certa em que trabalhar. A coisa certa é sempre aquela que você gosta de fazer. Está provado que quando a tarefa desperta mais interesse e motivação a pessoa com TDA/H consegue melhorar muito seu rendimento.

17. Seja tolerante consigo mesmo, mas também não esmoreça. Lembre-se de que ninguém começa a correr num dia e vira maratonista no dia seguinte.

18. Use sua criatividade e invente suas próprias estratégias para conviver melhor com o TDA/H.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.