TDA/H e Obesidade Infantil

TDA/H e Obesidade Infantil

Estudos epidemiológicos recentes encontraram correlações significativas entre TDA/H e obesidade pediátrica. Com base nesses dados, o autor é de opinião que todas as crianças obesas deveriam ser avaliadas para TDA/H.

Parece que existem vários trajetos capazes de conduzir à obesidade infantil. Na verdade, qualquer condição, física ou psicossocial, que abaixa a auto-estima da criança, é potencialmente um fator etiológico para a obesidade.

Diversas condições que frequentemente ocorrem em comorbidade com o TDA/H podem contribuir para isso, como a ansiedade, a depressão, o transtorno de conduta, o transtorno de oposição-desafio, e o transtorno obsessivo-compulsivo.

A contribuição do TDA/H para a obesidade infantil é diferente de acordo com a idade em que essa obesidade se evidencia, sendo mais notável naquelas crianças que se mostram obesas desde a infância precoce do que naquelas que começaram a ter aumento de peso na adolescência.

Por ser um problema para o qual podem estar colaborando vários fatores, a avaliação de uma criança obesa deve levar em conta vários aspectos físicos e emocionais, e ser realizada por uma equipe de diferentes profissionais.

(Barry Panzer – ADHD Report, vol 14 – no 12 – April 2006 – pg 9-13)

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.