TDA/H já foi descrito em 1775

A Descrição mais Antiga do TDA/H data de 1775.

A maioria dos textos cita 1902 como a data da descrição mais antiga sobre TDA/H. Nesse ano, George Spitz, um pediatra inglês, publicou na revista Lancet a descrição de 43 crianças com quadro semelhante ao que hoje chamamos de TDA/H.

Depois disso se verificou que existiam citações ainda mais antigas de casos semelhantes. Em 1865, o médico alemão Heinrich Hoffman descreveu o menino conhecido como Fidgety Phil.. Em 1978 o médico escocês Alexander Crichton publicou um livro sobre transtornos mentais, onde inseriu um bom trecho sobre desordens da atenção.

Mais recentemente, descobriu-se um livro de 1775 entitulado Der Philosophische Arzt, do médico alemão Melchior Adam Weikart, famoso na época, no qual ele dedicou um capítulo sobre déficit de atenção, que ele denominava attentio volubilis (provavelmente então a primeira denominação do que chamamos de TDA/H). Vejamos trechos das suas descrições:

” Essas pessoas sentem necessidade de se concentrar por mais tempo e com mais insistência que as outras” .

” Qualquer inseto, qualquer sombra, qualquer som, ou até mesmo uma lembrança, é capaz de desviar essa pessoa de sua tarefa.”

” Essa pessoas só ouvem metade do que lhe falam, guardam na memória ou dão informações só da metade do que ouviram e de uma forma pouco clara”.

” São inconstantes na execução do que fazem, são descuidadas e imprudentes (é o que chamamos impulsivas?).

À luz do estágio atual do conhecimento, as descrições de Weikart continuam adequadas em grande parte. O mesmo não se pode dizer com relação às Causa e Tratamentos que ele preconizava. Como Causa ele mencionava a velocidade e o volume de informações fornecidas a essas crianças. Como Tratamento, de acordo com o que era disponível na época, ele pregava isolamento no escuro, banhos frios, bebidas quentes e ácidas, abstinência de café e temperos, cavalgadas e exercícios  físicos. Pelo menos  exercícios físicos, que hoje sabemos serem capazes de aliviar temporariamente os sintomas do TDA/H.

Fonte: The Earliest Reference to ADHD in the Medical Literature? Melchior Adam Weikard´s Description in 1775 (Attention Volubilis) by Russell Barkley and Helmut Peters. Journal of Attention Disorders, vol 16, no 8. nov 2012, pp 623-630.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.